São Lucas/Grupo Ivo e Copagril, de Marechal Cândido Rondon, voltaram a protagonizar um grande jogo de futsal, tendo por palco o Ginásio de Esportes Antônio Lacerda Braga, em Paranavaí.
O São Lucas fez um jogo de concentração na maior parte do tempo, não oferecendo muitos espaços ao ataque do adversário. Mas “um descuido” na saída de bola levou o São Lucas sofrer o gol de empate, já no segundo tempo. A partida terminou em 1×1, um mérito à grande atuação das duas equipes.
O goleiro Edgar esteve envolvido no lance do “descuido”. Tentou sair jogando com Alex Maranhão, este estava marcado. O adversário se antecipou, roubou a bola e viu a meta desguarnecida, mandando para o fundo das redes.
“Faz parte. No lance, eu entendi que o Alex pediu a bola, eu lancei e não sei o que ele fez”, disse o goleiro de apenas 17 anos, mostrando que terá um futuro promissor.
Edgar analisou que o São Lucas “não abaixou” a cabeça frente ao elenco de mais investimentos de Marechal Rondon. Ele substituiu a Arielton, que cumpriu suspensão, e não se abalou com sua escalação, nem mesmo quando sofreu o gol.
As duas equipes voltam a jogar, agora em Marechal Rondon. Quem vencer avança no Paranaense de Futsal. Novo empate leva a decisão da vaga para tiros livres da marca do pênalti.
O técnico Carlos Giuliano minimizou a falha do goleiro Edgar. “Tudo o que o goleiro fez no jogo não se pode apagar em um lance infeliz. Como aconteceu com um jovem de 17 anos pode acontecer com qualquer outro. Esse lance não deve tirar os méritos de outras defesas importantes que ele fez”.
DESTAQUE – O destaque do jogo pelo lado do time de Paranavaí desta vez foi Alex Maranhão. Teve tranquilidade quando se exigiu dele, e foi dele o passe para o gol do São Lucas, no segundo tempo, em contra-ataque.
Alex analisa que na primeira fase do campeonato o time do São Lucas se acomodou e “foi necessário reunir forças, colocar os pés no chão, fazer valer o grupo em si, e não o individual”. E falou sobre o confronto desta sexta-feira em Paranavaí. “Fizemos um bom jogo em casa, sabíamos que seria difícil e lá será um grande jogo, tenho certeza. Tomara que a gente consiga a classificação”.
Sobre o gol sofrido, apenas diz que o jovem goleiro Edgar “entrou em uma fogueira”, escalado para atuar em jogo tão complicado, contra uma excelente equipe.
“No lance, não entramos em um consenso e saiu o gol de empate. Mas vamos levantar a cabeça que não tem nada perdido”, disse, deixando claro que o descuido não foi atribuído a ninguém. (Colaborou: José Carlos Avelar)

Giuliano: “Merecíamos uma sorte melhor”
O trabalho do técnico Carlos Giuliano merece aplausos, até aqui, por apostar em jogadores jovens, e dar um padrão de jogo para um time que vem surpreendendo pela tranquilidade. Para o treinador, o São Lucas mereceu melhor sorte.
“Por aquilo que fizemos, merecíamos uma sorte melhor, mas sabemos que dentro do esporte não tem justiça”. Falou o treinador, lamentando as oportunidades perdidas. “Se você tem não mata o jogo, criam-se dificuldades à frente, e foi o que aconteceu. Em uma falha tomamos o empate”.
Mas o treinador ressalta que a equipe se comportou bem. “É uma equipe jovem, quem saiu premiado foi o público que viu um grande espetáculo”.

Em quadra, irmãos se destacam
Se a presença do goleiro Edgar em quadra chamou atenção, por sua idade (apenas 17 anos), outro fato merece destaque. O gol do São Lucas foi marcado por seu irmão – Matheus, 20 anos.
“Por pouco sairíamos com os três pontos, um errinho que tivemos, e contra uma equipe grande é assim mesmo. Eles não perdoam”, disse Matheus.
“Mas temos que buscar a classificação lá fora, será mais difícil, mas ainda temos chances. Não abaixamos a guarda, foi um jogo igual. Vamos sonhar com a classificação”, frisou o jovem jogador.

São Lucas/Grupo Ivo 1×1 Marechal Rondon
Jogo de ida das quartas de final do Paranaense de Futsal. Dia 29/09/2017. Ginásio Antônio Lacerda Braga, em Paranavaí. Árbitros: Clóvis Danielton Bordinoski e Andrew Fernando Neves.
Gols: Mateus (SL) aos 2min49 e Deivão (MC) aos 11min49 do 2º tempo.
Equipes:
São Lucas – Edgar, Alex Noronha, Wesley, Jean Carlos, Hiago, Jiboia, Mateus, Giva, Léo, Gaúcho, Paulo, Caio e Marcelo. Técnico – Giuliano da Silva.
MC Rondon: Elton, Marquinhos, Eduardo, Pelé, Parrel, Polleto, Deivão, Gustavinho, Pedala, Ian e Daniel. Técnico: Paulo Fernando Sartor.

Fonte: Jornal Diário do Noroeste