Com apenas 23 anos, o jogador já defendeu equipes como o Foz Cataratas, Toledo, Campo Mourão e estava na Assif, de Ibirubá (RS).

A diretoria do Galo Futsal anunciou, na última terça-feira, 19, a contratação do ala/pivô Papão, que estava na Assif, de Ibirubá (RS). Com apenas 23 anos, ele já tem passagens por equipes como Foz Cataratas, Toledo e Campo Mourão. “Agradeço a confiança no meu trabalho e que possamos fazer um ano belíssimo para conquistar o acesso para a Ouro”, diz. Papão também já atuou em Santa Catarina, quando defendeu Xaxiense e Blumenau.
O atleta trabalhou com o treinador Fabinho Gomes no Foz Cataratas, em 2015. “Ele é uma referência na frente, mas se movimenta bastante no setor. Com certeza, o Papão vai ajudar bastante nossa equipe em 2018”, acredita o treinador.
Natural de Santa Helena (PR), o jogador já tem na carreira os títulos de Campeão Paranaense sub-20, vice-campeão dos Jogos Abertos do Paraná, Campeão da Taça Ric-Record e Terceiro Lugar na Chave Ouro de 2015, quando marcou oito gols e foi o vice artilheiro da equipe.
Agora, a diretoria segue a busca de um goleiro, alas na direita e esquerda e um fixo para fechar o elenco. “Queremos ter um grupo para chegar, por isso, em conversa com a diretoria, definimos essas prioridades”, completa o treinador. A equipe duovizinhense vai trabalhar em regime profissional durante a temporada, ou seja, treinamentos em dois períodos. “Os objetivos são claros, por isso, precisamos trabalhar forte para atingi-los”, acrescenta Fabinho.
Elenco
O treinador já tem 10 jogadores à disposição: os goleiros Tom e William, os fixos Léo e Hiago (ex-Paranavaí), os alas Edimar, Felipe e Elielton, os alas/pivôs Papão (ex-Assif) e Renan Kinder e o pivô Lambão, que foi artilheiro da equipe na temporada de 2017, com 21 gols.

Diomar lesionou
Um dos principais nomes do Galo na temporada de 2017 tem grandes chances de não atuar na próxima temporada. Jogando um torneio de futebol suíço, o ala Diomar acabou lesionando o joelho e deve passar por cirurgia, o que o deixa fora do próximo ano. “É uma pena, estávamos em conversas adiantadas para ele defender mais uma vez a equipe e acabou tendo essa lesão. Com certeza, toda a torcida do Galo está mandando boas energias para que a recuperação aconteça da melhor forma possível”, diz Rodson Baggio, um dos diretores do Galo.

Fonte: Jornal de Beltrão