Em busca de reabilitação o Cascavel enfrenta o Pato no ginásio Dolivar Lavarda na noite desta quarta-feira (13), pela Série Ouro de Futsal.

E por aqui, não adianta chorar pelo leite derramado.
O que “passou passou. Devemos aprender com as derrotas”.

Sim, o pensamento por aqui tem sido esse.
A partir de agora é Estadual.

Pato x Cascavel.

Os dois times já disputaram 10 jogos na competição.
Na busca pelo hexa, o Cascavel conquistou 18 pontos.
Está na quarta colocação na tabela de classificação: seis vitórias, nenhum empate e quatro derrotas. Marcou 27 gols, mas sofreu 28.

Segundo o Samurai, cabeça erguida e hora de olhar para frente. E se a temporada não tem sido fácil é o momento de tentar mudar. Para o jogo desta quarta-feira (13), o Cascavel terá quatro desfalques. Os alas Rafinha e Adeirton que levaram o terceiro cartão amarelo, além do goleiro Ari e do Técnico Nei Victor, expulsos na última partida.

Mas tem também outra preocupação: seis jogadores pendurados, que dependendo do jogo lá no Dolivar Lavarda, podem ficar fora do próximo confronto pela Ouro, contra o Marechal, na Neva no dia 16: Issamu, Rafael, Guilherme, Ronaldo, Ian e Kauê.

O Pato é terceiro colocado com 22 pontos. Invicto, venceu seis jogos e 40 gols marcados e 22 sofridos.

E o ala Canhoto, ex Marreco conhece bem o clima de enfrentar o Pato. Sim, ele agora ele veste a camisa do Cascavel, mas é Beltronense. E aí? Beltrão é maior que Pato? Segundo Canhoto, sim.

 

Fonte: Hora do Esporte via www.futsaldeprimeira.com