IMG-20160205-WA0010

Matheus Silva (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

Mais um atleta de Paranavaí vem se destacando no futebol, trata-se do jovem Matheus Vieira da Silva que hoje atua no Futebol Clube do Porto de Portugal. Matheus nasceu no dia 18/06/1997 em Paranavaí, filho de Otoniel Vieira da Silva, Soraia Regina Machado e irmão de Giovanna Machado.

IMG-20160205-WA0021

Inicio de carreira na São Lucas (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

O jovem iniciou no futsal na escolinha da São Lucas com apenas 4 anos de idade com o então treinador Gildo Tomé, posteriormente dividiu as atividades entre o futsal na mesma escolinha mas agora com Leandro “Primavera”, e no futebol com Amarildo “Chicletão” no “Atletas do Amanhã”.

IMG-20160209-WA0014

São Lucas Futsal (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

IMG-20160205-WA0013

Escolinha “Atletas do Amanha” com Amarildo “Chicletão” (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

Começou na São Lucas/futsal ainda no “mamadeira” passando por quase todas as categorias além de: Medianeira, Seleção de Paranavaí/Futsal, Sarandi, Ciagym/Maringá até retornar novamente a São Lucas no time principal com apenas 16 anos. No futebol, além da escolinha “Atletas do Amanhã” passou também pelo CFFB de Nova Esperança retornando a Paranavaí para treinar no profissional, fez uma ponte com o Coimbra/Mg até chegar ao Futebol Clube do Porto.

O atleta confessa que sempre foi apaixonado pelo futsal, porém convidado pelo grande amigo Rafael Rech a acompanhá-lo em um treino de futebol não hesitou. A partir daí conciliou treinos e competições de futsal e futebol, “cheguei a treinar as 14:30 hs futebol com Chicletão e as 16:00 hs futsal no Lacerda Braga com a equipe principal da São Lucas”, relembra Matheus. Em determinado momento da vida precisou tomar uma decisão, optou pelo futebol por acreditar que poderia lhe trazer coisas diferentes, ele afirma que o futsal o ajudou muito pela noção de espaço/tempo.

IMG-20160205-WA0014

CFFB – Nova Esperança (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

Foi selecionado para ir ao Coritiba F.C. fazer uma avaliação, isso o entusiasmou muito, porém se decepcionou quando foi mandado embora, mas acredita que esse episódio tenha sido fundamental para o seu amadurecimento pessoal e profissional, a partir daí cresceu muito sua esperança de ser um jogador, e atuar em grandes equipes. Nesse momento, uma das pessoas que acreditou no seu potencial foi o técnico Cocan que o levou para o Centro de Formação em Futebol de Nova Esperança, nessa oportunidade abandonou de vez o futsal para se dedicar ao futebol.

Questionado se já pensou em abandonar o futebol ele responde que sim, “até os 15 anos eu nunca havia ficado longe do meu pai, e quando isso aconteceu, sentia muita falta dele assim como da minha família, talvez por isso não tenha conseguido ter ficado no Coritiba”, afirma.

IMG-20160205-WA0017

Matheus (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

Ele relembra os momentos difíceis e aconselha os que querem seguir na profissão, “a vida de um garoto que quer ser jogador é complicada, você tem que saber lidar com pressão, tem dia que nada da certo, você esta longe dos parentes e isso te amedronta, aconteceu comigo várias vezes, mas graças a Deus consegui me manter firme, tentei olhar sempre para a frente, tomar as decisões de cabeça fria e estou alcançando meus objetivos.

Matheus fala que ainda não realizou todos os sonhos no futebol, mas pensa estar no caminho certo. No CFFB acredita que poderia ter tido melhores oportunidades, “foi quando o empresário e ex-jogador do São Paulo Wilton “Batata” Figueiredo e ACP acreditaram em mim, la conheci pessoas que me ajudaram a crescer como: o técnico Lio Evaristo e o empresário Adriano Spadotto, que mesmo sem nada concreto, abriram as portas do clube para mim”.

IMG-20160205-WA0018

Futebol Clube do Porto (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

IMG-20160205-WA0007

Porto F.C. (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

Após breve passagem pelo Coimbra/Mg teve a grande notícia de que faria um teste no Porto de Portugal, “cheguei no final de abril com minha passagem marcada para 01 de maio retornar, foi quando recebi a noticia do Wilton e do Adriano que o Porto pediu mais um prazo de avaliação”. No dia 22 de maio, Matheus recebeu a noticia do diretor do F.C. do Porto. que gostariam de contar com ele para a temporada.

IMG-20160205-WA0006

F.C. do Porto (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

“Foi nesse momento que caiu ficha de que meu sonho de ser jogador de futebol estava se tornando realidade, fiquei um período de férias no Brasil e embarquei para Portugal para integrar o elenco do F.C. Porto Juniores”. A partir desse momento foram muitas conquistas, com apenas 18 anos subiu rapidamente para o time B do Porto, jogou contra o Liverpool onde ficou ao lado de Philipe Coutinho, também teve contato com jogadores como: Iker Cassilas, Casemiro, Jackson Martines. Nesses 7 meses de porto, afirma que teve momentos intensos, alguns bons outros nem tanto, mas se orgulha de está honrando as pessoas que acreditaram no seu trabalho.

IMG-20160205-WA0011

Padrinhos “Eunice e Toninho” (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

A família foi muito importante na sua trajetória, os pais sempre preocupados com os estudos nunca o impediram da pratica esportiva, muito pelo contrário, sempre o incentivaram, porém, o empurrãozinho foi dado pelos padrinhos “Toninho” e “Eunice”, que nos momentos de preocupação por parte dos pais quanto ao seu futuro sempre tinham argumentos favoráveis a seqüência da carreira de Matheus. “Todos os dias quando acordo para treinar penso nessas pessoas que são muito marcantes em minha vida”.

Para Matheus, jogar na Europa é fantástico e ao mesmo tempo muito complicado, ele esta passando por um período de adaptação em função do seu estilo de jogo, “aqui todos atacam, mas principalmente precisam marcar, é um futebol ágil, onde se você demora poucos segundos para pensar seu adversário já te roubou a bola e provavelmente finalizará em sua baliza”.

Matheus afirma que atualmente é agenciado por Wilton Figueiredo “Wilton Batata” com assessoramento de Adriano Spadotto, Carlos Netto, Giuliano Bertolucci e recebe materiais da Nike. O atleta tem o sonho de jogar na seleção e representar seu país, e afirma que tem como exemplos conterrâneos como Zeca (Santos) e Miranda (Inter de Milão).

IMG-20160205-WA0012

Com o pai e a irmã (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

IMG-20160205-WA0016

Família (Foto: Arquivo Pessoal Matheus)

Os planos para o futuro são trabalhar para chegar o quanto antes no futebol profissional, aja visto que já atuou em amistoso de pré-temporada contra o Liverpool. Se não conseguir esse objetivo pelo Porto, pois os clubes europeus tem sempre muito cuidado ao lançar jogadores jovens, gostaria que fosse em um time de expressão do futebol mundial, mas confirma o desejo de que essa oportunidade fosse na equipes dos Dragões

Matheus agradece a todas as pessoas já citadas na entrevista, mas em especial aos pais Otoniel Silva e Soraia Machado, a irmã Giovanna Machado, e aos padrinhos, a quem considera como segundos pais “Toninho e Eunice”, que foram fundamentais na sua caminhada até aqui.