O Xadrez é um jogo tão antigo que durante todos os anos de sua existência, várias foram as histórias associadas a sua origem.

10934383_1039135366099971_482807366_n

Foto: Arquivo Pessoal

10372062_870179132995596_618469647666366297_n

Foto: Arquivo Pessoal

Em Paranavaí, há muitos anos tem sido motivo de orgulho não só pelas conquistas, mas principalmente pelo trabalho realizado com jovens atletas. Poderíamos citar vários, escolhemos falar de Juliana da Silva Rocha, filha de Marlete Barbosa da Silva Rocha, e João Bento da Rocha, uma moça simples que conquista todos não só pela sua simpatia, mas também por sua competência, carisma e capacidade no Esporte.

Juliana começou a jogar xadrez aos 8 anos de idade, na escola Elza Caselli de Paranavaí, quando recebeu um bilhetinho para participar de um circuito entre escolas da cidade e já na primeira competição, conquistou a quarta colocação. Os treinadores que primeiramente visualizaram potencial na jovem Juliana foram Robson e Rogério. Em seguida ela foi levada para o Clube de Xadrez de Paranavaí, comandada pelo grande professor e abnegado José de Arimatéia Tavares “Téia”.

Logo após a descoberta, Juliana começou a competir em eventos de grande expressão, e mesmo ainda sem experiência na modalidade, conquistou a terceira colocação em seu primeiro Campeonato Paranaense em Matinhos -PR. Ainda ficou entre as 10 melhores em seu primeiro Campeonato Brasileiro, no mesmo local, poucos meses depois.

546942_439980522717691_359141033_n

Foto: Arquivo Pessoal

Fotor031621136

Foto: Arquivo Pessoal

Seus principais resultados foram a conquista do bi-campeonato Paranaense nas categorias sub-12 e sub-20, o bi-campeonato geral dos Jogos Abertos do Paraná – JAP’s (adulto), o bi-campeonato geral dos Jogos da Juventude do Paraná – JOJUP’s, foi tetra-campeã dos Jogos Escolares do Paraná representando o Colégio Nossa Senhora do Carmo (Paroquial), conquistou ainda a medalha de bronze nas Olimpíadas Escolares Brasileiras em 2008, além de tantas outras em eventos de Xadrez em nível estadual e nacional.

IMG_8935

Foto: Arquivo Pessoal

Atualmente a jovem compete no sub-20, mas também traz bons resultados na categoria adulta. Sua especialidade é o relâmpago, porém compete em outras provas também. Juliana estudou da sexta série do ensino fundamental ao terceiro ano do ensino médio (2008 a 2013) no Paroquial e hoje cursa o terceiro ano de Licenciatura em Química no Instituto Federal do Paraná – IFET.

10462512_895790430434466_6687212058304555951_n

Foto: Arquivo Pessoal

A atleta fala ainda sobre a importância do Xadrez para sua formação e desenvolvimento intelectual no contexto escolar. Ela ressalta que a modalidade abriu muitas portas, inclusive no âmbito educacional, quando conseguiu bolsa no Colégio Paroquial para estudar e competir pela escola.

Suas perspectivas futuras são de concluir a faculdade, o que deve acontecer rapidamente e continuar representando Paranavaí nas competições que ela disputar, caso de Jogos Abertos e Campeonato Paranaense. Acredita que, como em breve passará para a categoria adulta, terá mais tempo para se dedicar aos estudos e as competições, fato que hoje ainda a sobrecarrega.

Teia - Cópia

José de Arimatéia Tavares “Téia” (Foto Arquivo Pessoal)

MG_2107

Foto: Arquivo Pessoal

Juliana faz questão de agradecer as pessoas e instituições que colaboraram com seu sucesso, a família em primeiro lugar, o Colégio Paroquial, O IFET, os colegas de equipe de quem ela nunca se esquece, os treinadores:

Robson, Rogério, Maike, Willian, Fernando, Matheus, Carlos Martins, e em especial a pessoa que ela considera como grande mestre e incentivador da modalidade, José de Arimatéia Tavares, que mesmo sem ter  sido seu treinador, não mede esforços para que o Xadrez continue sendo esse exemplo de trabalho em nosso município.

 

AO TÉIA E A JULIANA NOSSOS AGRADECIMENTOS